Este será um espaço de reflexão e de partilha sobre assuntos relacionados com os temas da Segurança Interna, da Defesa Nacional e afins...
publicado por Vera Lourenço de Sousa | Terça-feira, 22 Novembro , 2011, 12:58

 

 

 

SINOPSE

 

Hoje em dia, perante novas ameaças, riscos e limitações, os Estados adoptaram e operacionalizaram uma nova governance da segurança. Nesta nova dinâmica, questiona-se o papel do Estado, enquanto prestador tradicional de segurança, dando azo à emergência de novos poderes infra e supra-nacionais. Reestruturam-se os sistemas e os modelos policiais, surgem novos actores da segurança, novas práticas policiais. Complexificam-se os processos e as redes de segurança, exigindo um novo Estado prestador e, ao mesmo tempo, regulador da segurança pública. Faz-se apelo às parcerias, à expertise , à intelligence, às novas tecnologias de informação e comunicação. Centraliza-se ou territorializa-se de acordo com os problemas, isto é, adapta-se a resposta organizacional e policial à demanda de segurança. Surge uma nova tipologia preventiva e novos modelos de policiamento, especialmente o policiamento de proximidade e orientado para a resolução dos problemas.
É um novo Estado em acção, ávido de conhecimento, no domínio da segurança.

Parte I
O Estado e a Segurança: Novos caminhos face a novos desafios

Parte II
Os Sistemas, As Organizações Policiais e as reformas de Política Pública de Segurança

 

De José Ferreira de Oliveira

Almedina, 2006


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
Direitos de Autor
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Unported.
Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

19

20
23
26

27
28
29


badge
blogs SAPO