Este será um espaço de reflexão e de partilha sobre assuntos relacionados com os temas da Segurança Interna, da Defesa Nacional e afins...
publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quinta-feira, 04 Junho , 2015, 22:45

O COMPSTAT já tem 20 anos. Tem sido descrito como um “modelo” que auxilia as forças policiais na identificação dos problemas relacionados com a criminalidade e suas soluções, fornecendo ajudas na gestão de recursos e escolha de estratégias. Há mesmo quem defenda que talvez seja: 

 

The single most important organizational innovation in policing during the latter half of the 20th Century”.

 

O COMPSTAT é uma “ideologia” e uma metodologia.

Quando os números não são bons, os Comandantes têm de saber:

  1. Qual é o problema?
  2. Qual é o plano?
  3. Quais são os resultados obtidos até à data?  

 

Assente na ideia de que “a polícia pode controlar o crime” exige dos comandantes uma atenção de “falcão” às estatísticas criminais.

 

A mudança deu-se ao nível da organização do trabalho policial. Atualmente o modelo permite identificar os problemas emergentes, gerir recursos, aumentar a responsabilidade dos comandantes, identificar problemas e fomentar a troca de informações.

Imagem1.png

 É só clicar.

Boas leituras. 

 


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
Direitos de Autor
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Unported.
Junho 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
30


badge
blogs SAPO