Este será um espaço de reflexão e de partilha sobre assuntos relacionados com os temas da Segurança Interna, da Defesa Nacional e afins...
publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 03 Fevereiro , 2017, 15:39

Foi aprovado hoje o novo Estatuto Disciplinar da PSP. Falta apenas a sua publicação em Diário da República.

 

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 21 Dezembro , 2016, 10:59

Foi hoje publicada em DR a Portaria n.º 330-A/2016 que regulamenta a tramitação do procedimento concursal pelo método de avaliação curricular para promoção do pessoal com funções policiais da PSP.

Para consultar é só clicar aqui.

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Domingo, 18 Dezembro , 2016, 21:02

Hoje deixo-vos um interessante artigo de Gonçalo Rocha Gonçalves. Conheça melhor o processo de criação dos corpos de Polícia Civil em todos os distritos portugueses com exceção de Lisboa e Porto.

 

O aparelho policial e a construção do Estado em Portugal.pdf

Boas leituras.

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sábado, 17 Dezembro , 2016, 12:33

Foi publicada a Portaria n.º 318/2016 de 15 de Dezembro que define os requisitos de admissão ao Curso de Formação de Chefes da PSP e que vem revogar a antiga Portaria 938/2000 de 30 de Junho.

Consulte aqui.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Segunda-feira, 23 Maio , 2016, 09:57

Aviso n.º 6455/2016 - Diário da República n.º 99/2016, Série II de 2016-05-23
Administração Interna - Polícia de Segurança Pública - Direção Nacional
Concurso de admissão para a frequência do 1.º Ano do Curso de Mestrado Integrado em Ciências Policiais


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quinta-feira, 22 Outubro , 2015, 22:22

O presente relatório materializa a atividade inspetiva desenvolvida pela IGAI em 2014 decorrente das inspeções sem aviso prévio a unidades policiais da PSP e GNR.  No total, foram inspecionadas 76 unidades policiais, das quais 24 da PSP e 52 da GNR.

Do ponto de vista geográfico, foram alvo de visitas, os seguintes Comandos:

  • No domínio da GNR, Comandos Territoriais da Guarda e de Faro.
  • No que respeita à PSP, Comandos Distritais da Guarda e de Faro, Comando Regional da Madeira e Comando Metropolitano de Lisboa.

O presente relatório divide-se em cinco capítulos: introdução, unidades policiais visitadas, aspetos observados, direito de audiência e propostas. Compreende ainda 5 anexos referentes às unidades policiais inspecionadas da GNR e PSP, situação das Instalações da GNR, situação das Instalações da PSP, situação das zonas de detenção da GNR e situação das zonas de detenção da PSP.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 20 Maio , 2015, 22:36

Encontra-se aberto o concurso de admissão para a frequência do 1.º ano do curso de mestrado integrado em Ciências Policiais, ministrado no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (ISCPSI), cujo número de vagas está fixado em 25.

 

Consulte o Aviso aqui e para outras informações consulte a página do ISCPSI.

 

 

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 27 Fevereiro , 2015, 22:21

epp.jpg

 

 

 

 

Já foi publicada a lista provisória de candidatos aprovados ao 16º concurso de admissão ao Curso de Formação de Agentes da PSP. Consulte aqui.     

 

 

 

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 17 Setembro , 2014, 21:54

Lembram-se, certamente, daquele jogo denomidado de "quantos queres". Quem não o fazia?

 

 

Juntamos e afastamos os dedos para os lados e para a frente para fazer mover o "quantos - queres". Entretanto há que pedir a alguém que escolha um número e toca a mover o "quantos - queres" tantas vezes como a pessoa pediu. Quando acabamos de contar ficam 4 "cores" à vista e a outra pessoa tem de escolher uma dessas cores. Abrimos o triângulo correspondente a essa cor e ups...

 

E se existisse um "quantos queres" que troca os habituais beijos e abraços por regras alusivas à segurança rodoviária?

 

 

Clica na imagem, imprime o teu e "toca a jogar"!
Assim aprendes de forma divertida!
 
Este jogo insere-se na campanha “Regresso às Aulas em Segurança” da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária em colaboração com a PSP e a GNR.




publicado por Vera Lourenço de Sousa | Terça-feira, 09 Setembro , 2014, 12:29

Foi publicado hoje em DR o Aviso n.º 10081/2014. D.R. n.º 173, Série II de 2014-09-09 relativo ao procedimento concursal para constituição de reserva de recrutamento para admissão ao curso de formação de agentes de Polícia da PSP. As vagas serão ainda definidas por despacho da Ministra de Estado e das Finanças e do Ministro da Administração Interna.

 

O presente concurso encontra-se aberto pelo prazo de 15 dias úteis.

 

Para mais informações consulte o Aviso acima identificado. 

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 22:56

Qual é o verdadeiro sentido do trabalho desenvolvido na formação policial?

O que fica depois de esquecermos os programas escolares (os saberes dos programas)?

 

 

Fica a capacidade de pensar por si próprio. De resolver situações novas. De identificar e resolver problemas complexos, de transferir o que se aprendeu para novas situações que ocorram no dia a dia. Fica a capacidade de mobilizar conhecimentos para a acção, para a participação na sociedade.

 

Para que serve a formação policial? Não é para nos preparar para a função? Então tem de nos fornecer conhecimento transferível, conhecimento que possamos transferir para diversas situações. Para que servem os ensinamentos escolares se não os podemos/conseguimos mobilizar fora da escola?

 

Se há algo de que não podemos abdicar jamais é da formação séria e responsável dos homens e mulheres que vestem uma farda e que zelam por todos nós!

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 19:04

Foi publicada hoje em DR a Lei n.º 30/2014. D.R. n.º 95, Série I de 2014-05-19   que procede ao aumento dos valores de comparticipação para o SAD de 2,5% para 3,5%.

tags: ,

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Domingo, 18 Maio , 2014, 21:08

Porque apostamos na antecipação!

tags:

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 07 Maio , 2014, 09:27

Foi hoje publicado em DR o Aviso n.º 5726/2014 do Ministério da Administração Interna - Polícia de Segurança Pública - Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna relativo à abertura do concurso de admissão ao curso de mestrado integrado em Ciências Policiais - ano letivo de 2014-2015.

 

 

 

tags:

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Segunda-feira, 24 Março , 2014, 11:53

Foi publicado em DR o Decreto-Lei n.º 46/2014 que procede à primeira alteração aos Decretos-Leis n.os 298/2009, de 14 de outubro, e 299/2009, de 14 de outubro, estabelecendo os montantes da comparticipação anual da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP) na aquisição de fardamento, respetivamente, pelos militares da GNR e pelo pessoal policial da PSP.

 


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quinta-feira, 13 Março , 2014, 10:36

Foi publicada em DR a Portaria n.º 68/2014 que procede à primeira alteração à Portaria n.º 289/2012, de 24 de setembro, que fixa os valores a auferir pelos militares da Guarda Nacional Republicana e pelo pessoal policial da Polícia de Segurança Pública pela participação efetiva na prestação de serviços remunerados solicitados por órgãos e entidades públicas e privadas.

tags: ,

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sábado, 08 Março , 2014, 21:56



Feliz dia da mulher!
tags:

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 03 Janeiro , 2014, 21:51

 

O busto do Coronel Ferreira do Amaral ficará para sempre nesta parada (parada das antigas instalações do CM de Lisboa) que passa a ter o seu nome, não só como testemunho do mais profundo respeito, máxima admiração e enternecida gratidão de todos quantos aqui servem, mas ainda como modelo e guia para os que de futuro vierem a servir na Corporação, e preito, muito singelo e simples é certo, a um dos grandes, dos maiores servidores da Nação na época actual".

 

"O magnífico busto, da autoria do escultor Maximiano Alves, agora centrando esta parada que lhe tomará o nome, ficará a acordar no espírito dos que por aqui passarem, o sentido do cumprimento de dever, a coragem, a serenidade, a bravura e o sacrifício que são virtudes da força pública. Mas também falará aos que o conheceram, da inteligência esclarecida, da argúcia, da nobreza, da dignidade pessoal, do patriotismo, da sempre elevada atitude moral deste português, ilustre entre os maiores, que coube em todos os actos da sua vida profissional constituir-se exemplo- porque raro - de raras virtudes".

 

"Atrás dele, naquelas lápidas, estão gravados a letras de ouro os nomes dos graduados e guardas que no cumprimento do dever, cairam em defesa da ordem".

 

"O seu retrato, fica colocado na sala que neste Comando tem o seu nome… a sua bengala foi o seu bastão de comando e a sua companheira inseparável…para imprimir energia às suas ordens, também lhe servia para, num gesto ameno, apontar um pormenor ou marcar no chão o esquema de um serviço a estabelecer".

 

Em Revista Polícia Portuguesa, 1954 (Março - Abril)

 

Relembre aqui o nosso 1º post sobre o Comandante Ferreira do Amaral


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 15 Novembro , 2013, 20:42
 


Um "mimo" da nossa história!

"Somma e segue"

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 04 Outubro , 2013, 19:48

 

 

 
Gosto da música, da autenticidade dos figurantes, da voz do CSP 22 13, da correria do Agente de farda cinzenta e da velocidade do CP!  
 
Gosto acima de tudo de comparar a modéstia dos meios e a grande vontade em resolver aquele crime!
 
Gosto de pensar que alguém em 1983 se preocupou com o recrutamento de novos Agentes para a PSP!
Gosto! {#emotions_dlg.ok}
 

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 02 Outubro , 2013, 15:11

Já está disponível a lista com a classificaçãofinal dos candidatos admitidos, ao 1º ano do Curso de Formação de Oficiais de Policia em Mestrado Intregrado em Ciências Policiais para o ano letivo 2013/14. 

 

Para consultar a lista  clique aqui ou visite o site do ISCPSI.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Domingo, 25 Agosto , 2013, 21:22

Foi publicada a Portaria n.º 273/2013. D.R. n.º 159, Série I de 2013-08-20 que regula as condições específicas da prestação dos serviços de segurança privada, o modelo de cartão profissional e os procedimentos para a sua emissão e os requisitos técnicos dos equipamentos, funcionamento e modelo de comunicação de alarmes.

 

A Lei n.° 34/2013, de 16 de maio, procedeu a uma importante revisão global do regime jurídico que regulava o exercício da atividade de segurança privada.

 

"A reforma operada no regime jurídico que vigorava desde 2004 procedeu a uma clarificação do objeto da segurança privada, tendo em conta as crescentes solicitações e necessidades de segurança dos cidadãos, a par da obrigação de adaptação do ordenamento jurídico nacional ao direito comunitário, mantendo os princípios enformadores do exercício da atividade de segurança privada, concretamente a prossecução do interesse público e a complementaridade e subsidiariedade face às competências desempenhadas pelas forças e serviços de segurança".

 

Neste sentido, e pela necessidade de regulamentação e definição de inúmeros aspetos técnicos, por força do artigo 65.º da citada Lei, foi publicada a 20 de Agosto, a Portaria n.º 273/2013.

 

Refira-se, desde já, que a tramitação dos procedimentos, previstos na referida Portaria, é realizada por via eletrónica através do Sistema Integrado de Gestão de Segurança Privada (SIGESP), da Polícia de Segurança Pública.

 

Em termos genéricos, e de acordo com o seu artigo 1.º, a Portaria 273/2013 regula e define:

 

a) As condições específicas da prestação dos serviços de segurança privada previstos no artigo 3.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

b) Os requisitos mínimos das instalações e meios materiais e humanos das entidades de segurança privada previstos no artigo 3.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

c) Os requisitos técnicos mínimos dos sistemas e medidas de segurança aplicáveis às instituições de crédito e às sociedades financeiras previstos no artigo 8.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

d) Os requisitos técnicos mínimos dos sistemas e medidas de segurança aplicáveis às entidades gestoras de conjuntos comerciais e de grandes superfícies de comércio previstos no artigo 8.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

e) Os requisitos técnicos mínimos dos sistemas e medidas de segurança aplicáveis aos estabelecimentos onde se proceda à exibição, compra e venda de metais preciosos e obras de arte, bem como a farmácias e postos de abastecimento de combustível previsto no artigo 8.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

f) Os requisitos técnicos, as medidas de segurança e os procedimentos de avaliação da instalação de equipamentos dispensadores de notas de euro previstos no artigo 10.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

g) Os requisitos técnicos dos equipamentos, condições de funcionamento e modelo de comunicação dos alarmes previstos no artigo 11.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

h) As condições em que as entidades de segurança privada são obrigadas a dispor de um diretor de segurança previstas no artigo 20.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

i) O modelo de cartão profissional e os procedimentos para a sua emissão previstos no artigo 27.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

j) Os requisitos de aprovação do modelo de uniforme, distintivos, símbolos e marcas a utilizar pelas entidades ou pessoal de vigilância previstos no artigo 28.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

k) As caraterísticas da sobreveste de identificação do pessoal de vigilância quando exerça funções de assistente de recinto desportivo e assistente de recinto de espetáculos previstos no artigo 29.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

l) Os procedimentos de registo dos sistemas de videovigilância e os avisos legais e simbologia identificativa previstos no artigo 31.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

m) As condições do porte de arma previstas no artigo 32.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

n) As condições de utilização de canídeos e as provas de avaliação inerentes à sua utilização previstas no artigo 33.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

o) As caraterísticas das viaturas utilizadas no exercício da atividade de segurança privada previstas no artigo 34.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

p) O conteúdo da ficha técnica das ações de formação a ministrar por entidades formadoras autorizadas previsto no n.° 3 do artigo 37.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio;

 

q) Os modelos e caraterísticas dos alvarás, licenças e autorizações previstos no artigo 51.° da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio.

 

 

Para além das definições e regulamentações referidas, esta Portaria estabelece igualmente:

 

1)  A possibilidade de dispensa parcial da obrigatoriedade de adoção de sistemas de segurança obrigatórios, em alguns casos;

 

2)  O aparecimento de uma nova simbologia a utilizar na identificação dos locais objeto de vigilância;

 

3)  A indicação de que os cartões emitidos ao abrigo do Decreto-Lei n.° 35/2004, de 21 de fevereiro, alterado pelo Decreto-Lei n.° 198/2005, de 10 de novembro, pela Lei n.° 38/2008, de 8 de agosto, e pelos Decretos-Leis n.os 135/2010, de 27 de dezembro, e 114/2011, de 30 de novembro, mantêm-se em vigor até ao termo da sua validade;

 

4)  A indicação de que os referidos cartões profissionais podem, a requerimento do seu titular, e desde que dentro da sua validade, ser substituídos pela Direção Nacional da PSP mediante pagamento das taxas correspondentes à sua emissão;

 

5)  O pessoal de vigilância titular de cartão profissional válido, sem vínculo laboral a qualquer entidade de segurança privada para a respetiva especialidade deve, no prazo de 6 meses a contar da data de entrada em vigor da Lei n.° 34/2013, de 16 de maio, proceder à sua entrega na Direção Nacional da PSP.

 

6)  Entra em vigor no 1 dia de Setembro de 2013.

 

Finalmente, relembra-se que todas as disposições sancionatórias (crimes e contraordenações) estão previstas no Capítulo VIII da Lei n.º 34/2013.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 24 Julho , 2013, 22:47

Foi hoje publicada em DR a Lei n.º 50/2013 que corresponde à quinta alteração à Lei n.º 5/2006, de 23 de fevereiro, que aprova o novo regime jurídico das armas e suas munições.

 

As alterações versam essencialmente sobre os artigos 2.º, 86.º, 89.º, 91.º e 92.

  1. No artigo 2º sob a epígrafe ”definições legais” é introduzida a definição de recinto desportivo, artigo de pirotecnia e fogo-de-artifício de categoria 1;
  2. No artigo 86º relativo à detenção de arma proibida e crime cometido com arma, foi incluído no n.º 1, alínea a) o engenho explosivo civil e no n.º 1, alínea d) os artigos de pirotecnia, exceto os fogos-de-artifício de categoria 1;
  3. O artigo 89º relativo à detenção de armas e outros dispositivos, produtos ou substâncias em locais proibidos, alargou o seu âmbito de aplicação incluindo agora, para além de recintos ainda que afetos temporária ou ocasionalmente ao culto religioso, a deslocação de ou para recintos desportivos mesmo aquando da realização de espetáculo desportivo, em zona de exclusão e as situações associadas a manifestações, comícios ou desfiles, cívicos ou políticos. Introduz igualmente regras específicas quanto à autorização por legítimo motivo de serviço;
  4. O artigo 91º relativo à interdição de frequência, participação ou entrada em determinados locais procede a alterações no âmbito dos períodos de interdição e a questões relacionadas concretamente com o cometimento do crime aquando de deslocação de ou para recinto desportivono quadro da realização de espetáculo desportivo. Este artigo estabelece igualmente a aplicabilidade nestes casos, do disposto no regime jurídico referente ao combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espetáculos desportivos, de forma a possibilitar a realização dos mesmos com segurança e de acordo com os princípios éticos inerentes à sua prática.
  5. O artigo 92º sob a epígrafe “Interdição de exercício de atividade” sofreu alterações no âmbito do período mínimo de interdição;
  6. Estabelece ainda este diploma (artigo 3º) novas regras quanto à aquisição e utilização de reproduções de armas de fogo para práticas recreativas em determinados locais (feiras de diversão, feiras e mercados ou em recintos itinerantes e improvisados).

Estas alterações entram em vigor no 5.º dia após a sua publicação.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Terça-feira, 23 Julho , 2013, 23:34

Foi hoje publicado em DR o Despacho n.º 9624/2013 do Ministério da Administração Interna - Gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Administração Interna que subdelega várias competências no Diretor Nacional da Polícia de Segurança Pública de entre as quais destacamos ao nível da Segurança Privada:

3 — Em matéria da atividade de segurança privada, cujo regime jurídico se encontra definido na Lei n.º 34/2013, de 16 de maio:

a) Autorizar entidades formadoras e aprovar os respetivos cursos;

b) Autorizar entidades prestadoras de serviços de segurança privada;

c) Autorizar entidades com serviços de autoproteção;

d) Aprovar os modelos de uniformes, distintivos, símbolos e marcas;

e) Praticar todos os atos relativos a suspensão imediata e cancelamento de alvarás, licenças e autorizações referidas nas alíneas anteriores;

f) Decidir os pedidos de dispensa de instalação e utilização de sistemas de videovigilância, nas condições previstas na lei.

 

4 — Subdelego a competência para decidir em matéria contraordenacional, designadamente aplicar coimas e sanções acessórias previstas no Decreto -Lei n.º 35/2004, de 21 de fevereiro, na Lei n.º 34/2013, de 16 de maio, e na legislação complementar que regulamenta o exercício da atividade de segurança privada.

 …


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quinta-feira, 13 Junho , 2013, 11:51
 
Entrega de uma imagem de São Miguel Arcanjo, patrono da PSP, pelo aluno primeiro classificado do 9º Curso de Formação de Agentes

 (em representação de todos os seus colegas) à família do Agente RUI MIGUEL BRÁS DE LEMOS, patrono do curso, que faleceu no dia 22 de Janeiro de 2006, colhido por um comboio após salvar um jovem que havia tropeçado e caído sobre os carris do caminho-de-ferro (foto da EPP, no seu perfil do Facebook. Para seguir veja aqui).

   

 
Agente RUI MIGUEL BRÁS DE LEMOS, patrono do 9º Curso de Formação de Agentes

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 12 Junho , 2013, 23:27

Os novos polícias, dos quais 258 são homens e 41 mulheres, já fizeram um estágio, entre 22 de abril e 27 de maio, nos comandos da PSP da sua área de residência.

 

Os 299 novos agentes da PSP, que hoje terminaram o curso, começam a trabalhar na próxima segunda-feira e a maioria é colocada no comando metropolitano de Lisboa, que vai acolher 199 polícias.

 

No entanto, os novos agentes não vão ficar colocados apenas em Lisboa e Porto, como acontecia até aqui, mas sim nos vários comandos distritais espalhados pelo país.

 

“Este ano marca a estreia de um novo sistema de colocação dos agentes mais novos. Ao contrário do que até aqui era feito, os novos agentes não serão concentrados sobretudo nos comandos metropolitanos de Lisboa e Porto”, disse o ministro Miguel Macedo, na cerimónia de encerramento do 9.º curso de formação de agentes da PSP, que hoje decorreu na Escola Prática de Polícias, em Torres Novas.

 

Miguel Macedo adiantou que o novo sistema de colocação de agentes vai dar resposta a um problema “há muito diagnosticado”, que passa pela “sensível diferença etária entre os comandos do interior e do litoral”.

 

Segundo o ministro, a conjugação de “um fluxo contínuo de novas entradas” e “racionalidade na distribuição do efetivo” expressam o “compromisso com a eficiência e eficácia operacional”.

 

Segundo a PSP, 199 novos polícias vão ser colocados no Comando Metropolitano de Lisboa, nove em Aveiro, 14 em Braga, quatro em Bragança, seis em Castelo Branco, 11 em Coimbra, três em Évora, sete na Guarda, quatro em Portalegre, 12 em Leiria, 10 em Santarém, sete em Viana do Castelo, seis em Vila Real e sete em Viseu.

 

O 9.º curso de formação de agentes começou em setembro do ano passado, e foram admitidos 300 alunos, tendo desistido um.

Os novos polícias, dos quais 258 são homens e 41 mulheres, já fizeram um estágio, entre 22 de abril e 27 de maio, nos comandos da PSP da sua área de residência.

 

Por Agência Lusa
publicado em 12 Jun 2013 - 19:22 aqui



tags:

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Sexta-feira, 07 Junho , 2013, 20:54

Praça do Comércio, Lisboa 1918, Polícia em treino com bicicletas

 

Fonte: Arquivo Nacional da Torre do Tombo

 

 

Praça do Comércio, Lisboa 2013, Polícia em treino com bicicletas

 

 Em - Blog do Comando Metropolitano de Lisboa (PSP)

Siga aqui

 

 

tags:

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Segunda-feira, 03 Junho , 2013, 13:10
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Fotos da PSP

Por ocasião do Dia da Criança (2013) nos Jardins da Presidência da República.

Uma iniciativa da Polícia de Segurança Pública.

{#emotions_dlg.ok}

 
 
 

publicado por Vera Lourenço de Sousa | Domingo, 02 Junho , 2013, 22:32

Está aberto o concurso de admissão para a frequência do 1.º ano do curso de mestrado integrado em Ciências Policiais.

 

Para mais informações consulte o Aviso n.º 7067/2013. D.R. n.º 104, Série II de 2013-05-30 ou a página do ISCPSI.


publicado por Vera Lourenço de Sousa | Quarta-feira, 22 Maio , 2013, 09:02

Foi hoje publicado em DR o Louvor n.º 520/2013 (louvor e medalha de ouro de serviços distintos) pelo Ministério da Administração Interna - Gabinete do Ministro ao Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública.

 

..."O Comando Metropolitano de Lisboa, cuja origem histórica remonta a 1867 e se confunde com a da própria Polícia de Segurança Pública, tem sido responsável principal nos maiores eventos sociais, políticos, desportivos e culturais ocorridos em Portugal, nunca sendo excessivo recordar o desempenho desta unidade territorial da Polícia de Segurança Pública"...

 

..."A área de responsabilidade do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública é atualmente a maior jurisdição policial territorial do país com mais de 650 km², 9 concelhos e 11 cidades, compreendendo o maior aglomerado populacional do território nacional com mais de 1.7 milhões de residentes e uma população flutuante superior a um milhão de outros cidadãos, correspondendo- lhe, naturalmente, uma parte significativa de toda a criminalidade nacional"...

 

..."A dimensão e complexidade da operação do Comando Metropolitano de Lisboa não tem paralelo com qualquer outra a nível nacional"...

 

..."tem mantido ao longo de vários anos, mesmo com substanciais alterações na sua organização, na sua responsabilidade territorial, no volume de população servida e sentindo as dificuldades decorrentes de períodos de carência, um nível operacional inexcedível que tem sido decisivo para o efetivo controlo dos índices de criminalidade da sua área de intervenção e para a frequente distinção que a cidade de Lisboa tem merecido internacionalmente enquanto uma das cidades e destinos turísticos mais seguros da Europa e do Mundo e sendo considerada uma das 50 cidades com melhor segurança pessoal, sendo inúmeros os depoimentos favoráveis de cidadãos residentes, turistas e agentes económicos estrangeiros que contribuíram para estas marcas ao atestarem o ambiente pacífico e tolerante de Lisboa"...

 

..."O trabalho do Comando Metropolitano de Lisboa carateriza-se pelo forte empenhamento de um conjunto variado e bem articulado de competências, valências e atividades"...

 

..." Da ordem pública ao trânsito e segurança rodoviária, do policiamento assistencial dirigido a grupos de risco específicos à gestão de multidões em eventos políticos, culturais e desportivos, da segurança aeroportuária ao patrulhamento de visibilidade, da prevenção criminal à participação na gestão de incidentes táticos policiais, da investigação criminal à segurança dos principais órgãos de soberania e representações diplomáticas sedeados em território nacional, o Comando Metropolitano de Lisboa gere, articulada e ininterruptamente ao longo das 24 horas de cada um dos 365 dias do ano, com dedicação e competência, um dispositivo sujeito a intensa solicitação"...

 

..."o trabalho preparatório de contacto e diálogo entre a Polícia e as organizações de manifestantes, o planeamento criterioso de todos os movimentos táticos e a aplicação faseada, coordenada e metódica dos diversos níveis de intervenção operacional, obedecendo aos princípios da

proporcionalidade e adequação e que apenas é possível de ocorrer num ambiente de grande disciplina, profundo conhecimento da missão grande respeito pelos princípios constitucionais"...

 

..."No cumprimento do enorme encargo de manter a ordem e segurança dos mais 1.5 milhões de cidadãos residentes no Distrito de Lisboa, o Comando Metropolitano de Lisboa executou em 2010, 30 detenções por dia, em 2011, 35 detenções por dia e em 2012, 36 detenções por dia, o que corresponde um valor anual que ultrapassou as 13 mil detenções nesse último ano e que representou em 2011, mais de 17% de todas as detenções efetuadas pelo conjunto das forças e serviços de segurança portugueses"...

 

"...Na sequência do desenvolvimento das competências de investigação criminal atribuídas à Polícia de Segurança Pública, o Comando Metropolitano de Lisboa concluiu em 2011 e 2012 uma média superior a 55 mil inquéritos criminais, muitos deles de elevada complexidade, envolvendo suspeitos que incluíam agentes de autoridade da sua e de outras organizações com competências policiais"...

 

..."Os últimos anos caraterizaram-se ainda pelo aumento exponencial da atividade aeroportuária nas suas diversas vertentes, nomeadamente, no que concerne ao movimento de aeronaves, na carga, nas alterações da infraestrutura e no fluxo de passageiros, que em 2012 ascendeu a mais de 15 milhões e 314 mil, o que se refletiu diretamente na atividade operacional do Comando Metropolitano, elevando o nível de exigência, com reflexos diretos nos resultados operacionais apresentados"...

 

"Por tudo o que antecede e na impossibilidade de o fazer individualmente a cada um dos oficiais, chefes, agentes e funcionários com funções não policiais que deram o seu contributo pessoal para as realizações descritas, considera o Ministro da Administração Interna ser de elementar justiça reconhecer publicamente como extraordinariamente importantes, relevantes e distintíssimos os excecionais serviços prestados coletivamente pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública ao Distrito de Lisboa e ao país, por deles haver resultado honra e lustre para a Polícia de Segurança Pública e para Portugal"

 

Assim, ao abrigo dos artigos 7.º e 9.º do Decreto-Lei n.º 177/82, de 12 de maio, manda o Governo, pelo Ministro da Administração Interna, condecorar com a medalha de ouro de serviços distintos o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública.

 

1 de abril de 2013. — O Ministro da Administração Interna,

Miguel Bento Martins Costa Macedo e Silva

 

 

Nota do SIDN: o difícil neste post foi selecionar o mais relevante!!

Muitos parabéns a todos Oficiais, Chefes, Agentes e Funcionários com funções não policiais do Comando Metropolitano de Lisboa pelo Louvor e medalha de ouro de serviços distintos que bem merecem! Continuação de um bom serviço! {#emotions_dlg.ok}

 

 


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
Direitos de Autor
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Unported.
Fevereiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


badge
blogs SAPO
subscrever feeds