Este será um espaço de reflexão e de partilha sobre assuntos relacionados com os temas da Segurança Interna, da Defesa Nacional e afins...
publicado por vls | Quinta-feira, 09 Abril , 2015, 16:03

Poder-se-á definir a Educação Rodoviária como "um processo de aquisição de conhecimentos e desenvolvimento de capacidades que visa a formação do cidadão, enquanto passageiro, peão e condutor. Pretende-se assim promover a integração segura do indivíduo em ambiente rodoviário, o que pressupõe uma atitude crítica e participativa que implica não só a escola e a comunidade educativa mas toda a sociedade".

 

O comportamento em ambiente rodoviário é inseparável das relações sociais e a Educação Rodoviária indissociável da formação da pessoa, enquanto cidadão.

 

A família, a escola, as autarquias, os serviços de saúde e de segurança, a comunicação social e outras instituições, públicas e privadas, desempenham, consoante a sua natureza e o seu espaço de atuação, um papel determinante no desenvolvimento de processos de cooperação e de intervenção que se pretendem sustentados em estratégias de ação concertadas e adequadas às necessidades e características de cada contexto, de cada realidade.

 

Por tal motivo, hoje trazemos ao conhecimento o Referencial de Educação Rodoviária para a Educação Pré-Escolar e Ensino Básico.

 

Boas leituras!

 

Referencial Educação Rodoviária.pdf

 

 


publicado por vls | Quinta-feira, 09 Abril , 2015, 10:25

A Lei n.º 27/2006, de 3 de julho, aprovou a Lei de Bases da Proteção Civil, e definiu o Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS) como o conjunto de estruturas, de normas e procedimentos que asseguram que todos os agentes de proteção civil atuam, no plano operacional, articuladamente sob um comando único, sem prejuízo da respetiva dependência hierárquica e funcional.

 

O Decreto-Lei n.º 134/2006, de 25 de julho, com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 72/2013, de 31 de maio, instituiu o SIOPS e estabeleceu um sistema de gestão de operações, definindo a organização dos teatros de operações e dos postos de comando, clarificando competências e consolidando a doutrina operacional.

 

O Despacho n.º 3551/2015, que hoje foi publicado, regula e define o desenvolvimento do Sistema de Gestão de Operações (SGO) e aplica-se a todos os Agentes de Proteção Civil (APC) e Entidades com especial dever de cooperação, quando empenhados em operações de proteção e socorro.

 

Para uma leitura: Sistema de Gestão de Operações.pdf


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
30


badge
blogs SAPO
subscrever feeds